Café Amsterdã

No mundo todo, o bar é o lugar de encontro por excelênciade amantes, parceiros de negócios, artistas e escritores. O artista francês Roland Topor chegou mesmo a considerar a visita a um bar a sua atividade mais criativa. De 26 de agosto a 5 de setembro, São Paulo e o Rio de Janeiro serão palco de uma erupção de expressão criativa com diversos eventos. Livrarias e bibliotecas abrirão as suas portas para o Café Amsterdã: uma série de eventos literários em que personalidades brasileiras e holandesas se encontrarão e interagirão umas com as outras. Serão escritores, cartunistas, autores de livros infantis e músicos em debate aberto com o público sobre a vida atual na cidade moderna, a literatura e ética, Vincent van Gogh, Anne Frank, e muito mais. Confira a nossa programação com debates, entrevistas, filmes e exposições, protagonizando célebres talentos brasileiros e holandeses. Seja bem-vindo ao Café Amsterdã, onde você poderá fazer amigos, ouvir histórias, encontrar um novo amor, descobrir um novo talento, ou simplesmente matar o tempo.

Café Amsterdã – São Paulo

Quarta-feira, 26 de agosto
Casa das Rosas, 19h

Evento de abertura do Café Amsterdã
Amsterdã para principantes - São Paulo para peritos

Abertura festiva com leituras, música e um filme comemorando a cidade como fonte de inspiração literária. Histórias perspicazes, cômicas e surpreendentes de duas cidades que, em muitos aspectos, são o oposto uma da outra. Com Arnon Grunberg, Toine Heijmans, Tommy Wieringa, Daniel Galera e Michel Laub.
Apresentador Paulo Werneck
Show - Diogo Poças

Quinta-feira, 27 de agosto
Livraria da Vila da Al Lorena, 19h

Tommy Wieringa em conversa com Daniel Galera sobre Joe Speedboat

Vencedores, perdedores e forças da natureza.
Moderador Manuel da Costa Pinto

Sexta-feira, 28 de agosto
Livraria Martins Fontes Avenida Paulista, 19h

Arnon Grunberg e Michel Laub

Sobre literatura, moralidade e o poder da imaginação.

Sábado, 29 de agosto
Biblioteca Mário de Andrade, 12 pm

O arame de Alexandre. Teatro
Com Ton Meijer

Teatro interativo sobre a obra de Alexander Calder para crianças a partir de cinco anos de idade, com música de Eric Satie e outros contemporâneos de Calder.

Sábado, 29 de agosto
Livraria Martins Fontes Avenida Paulista, 15h

O mundo de Anne Frank

Uma conversa com Janny van der Molen e Noemi Jaffe. Moderadora Guiomar de Grammont.

Sábado, 29 de agosto
Livraria Cultura Paulista, 17h

Conversa com Arnon Grunberg
Moderador Matthew Shirts

Sábado 29 de agosto
Casa das Rosas, 19h

A conexão de Amsterdã: uma noite poética

Leituras poéticas por Arjen Duinker, Fabricio Corsaletti, Leonardo Gandolfi e Alberto Martins.
Moderadora Ana Lima Cecilio

Domingo, 30 de agosto
Livraria da Vila da Al Lorena, 12h

O arame de Alexandre. Teatro
com Ton Meijer

Teatro interativo sobre a obra de Alexander Calder para crianças a partir de cinco anos de idade, com música de Eric Satie e outros contemporâneos de Calder.

Domingo, 30 de agosto
Livraria Cultura Paulista, 15h

Toine Heijmans em conversa com João Carrascoza sobre seu romance No Mar

Amor parental, família e o medo da perda.
Moderador Samuel Titan

Domingo, 30 de agosto
Livraria Martins Fontes Avenida Paulista, 16h

Emoções e Imagens

Uma conversa sobre Novelas Gráficas com Barbara Stok e Rafael Coutinho.
Moderador André Conti

Domingo, 30 de agosto
Livraria Da Vila da Al Lorena, 17h30

Marjolijn Hof em conversa com Ilan Brenman sobre seu livro Um fio de esperança

Domingo, 30 de agosto
Litercultura Festival, Curitiba, 18h45

O Litercultura coloca Curitiba no circuito da série de encontros com escritores holandeses Café Amsterdã. Grunberg vem lançar o romance Tirza, e Wieringa apresenta Joe Speedboat. Moderador Yuri Al’Hanati Local: Palacete Garibaldi

Café Amsterdã – Rio de Janeiro

Segunda-feira, 31 de agosto
Livraria da Travessa Leblon, 19h

Mesa Redonda e autógrafos de Janny van der Molen, autora de O mundo de Anne Frank

Terça-feira, 1 de setembro
Biblioteca Parque, 17h

Café Amsterdã – evento de abertura

Evento festivo com leituras e filmes sobre família, crianças e outros desconfortos.
Com Toine Heijmans, Arnon Grunberg, Arjen Duinker, Marjolijn Hof, Cristiane Costa e Pedro Bial.
Apresentador: Miguel Conde
Show - Diogo Poças

Quarta-feira, 2 de setembro
Biblioteca Parque, 16h

Lotte Tabbers e Marjolijn Hof
Do livro ao filme

Projeção do filme, seguida da discussão entre a autora Marjolijn Hof e a cineasta Lotte Tabbers sobre o processo de adaptação do livro ao cinema

Quarta-feira, 2 de setembro
Livraria da Travessa Leblon, 19h30

Toine Heijmans e Arnon Grunberg: Heróis em apuros

Pais e filhos no trabalho de Heijmans e Grunberg.
Moderadora Cristiane Costa

Quinta-feira, 3 de setembro
Biblioteca Parque, 16h

Rudolf van den Berg (diretor e prdutor) e Arnon Grunberg
Do livro ao filme

Projeção de Tirza, e após o diretor e o autor falam sobre o processo de adaptação da obra ao filme

Quinta-feira, 3 de setembro
Livraria da Travessa Centro, 18h

Uma adaptação da vida de Vincent van Gogh para quadrinhos

Cartunista Barbara Stok em conversa com Arnaldo Branco

Quinta-feira, 3 de setembro
Livraria da Travessa Leblon, 19h30

Tommy Wieringa em conversa com Paulo Scott sobre refugiados, exílio, e a busca da felicidade
Moderadora Guiomar de Grammont

Sexta-feira, 4 de setembro
Biblioteca Parque, 17h

O arame de Alexandre, Teatro
Com Ton Meijer

Teatro interativo sobre a obra de Alexander Calder para crianças a partir de cinco anos de idade, com música de Eric Satie e outros contemporâneos de Calder.

Autores

Pedro Bial

Pedro Bial nasceu em 1958 e é formado em jornalismo pela PUC-RJ. Trabalha na Rede Globo desde 1981 e já exerceu inúmeras funções e fez reportagens históricas. Hoje é apresentador de um programa próprio, escreveu vários livros e dirigiu dois longas.

Ilan Brenman

Ilan Brenman é considerado um dos principais escritores de literatura infantil do Brasil recebendo o prêmio pela FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infanto-Juvenil) de Melhor Livro pra Criança de 2011, pelo livro O Alvo, Ed Ática. Mestre e Doutor pela faculdade de Educação da USP, bacharel em psicologia pela PUC de São Paulo. Ele publicou mais de 60 livros (alguns premiados e traduzidos no exterior: Polônia, China, Espanha, Coreia, México,França, Dinamarca, Suécia e Itália). Em 2011 se tornou colunista da Revista Crescer onde debate assuntos ligados à educação e cultura. E em 2014 estreou dois boletins semanais na rádio CBN onde aborda temas ligados a educação e literatura.

João Anzanello Carrascoza

João Anzanello Carrascoza nasceu em Cravinhos, interior de São Paulo, em 1962. Menino, como escreveu numa de suas histórias, vivia entre as pessoas, as árvores, as casas. Redator publicitário, atuou durante duas décadas em grandes agências de propaganda do país. E enquanto criava campanhas para Coca-Cola, Ford, Nestlé, Bayer, entre outras marcas, dava aulas na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo onde se formou e onde, mais tarde, fez mestrado e doutorado. Desde que saiu de Cravinhos, vem escrevendo livros de contos e novelas infantojuvenis, com os quais recebeu importantes prêmios. Algumas de suas histórias foram traduzidas para inglês, francês, italiano, sueco e espanhol.

Miguel Conde

Miguel Conde nasceu no Rio de Janeiro em 1981. Foi colunista e editor assistente do suplemento literário “Prosa”, de "O Globo", e curador de duas edições da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), em 2012 e 2013. Seus textos apareceram também no jornal “Folha de S. Paulo” e nas revistas “Letterature d’America” e “Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea”. Participou da coletânea de ensaios "Possibilidades da nova escrita literária no Brasil" (Revan) e do volume de contos "Contos do Rio" (Casa da Palavra), além de assinar textos nos catálogos das mostras de cinema "A elegância de Woody Allen" e "As muitas vidas de Robert Altman". Atualmente, é coordenador editorial da editora Rocco.

André Conti

André Conti nasceu em 1981 em São Paulo. É jornalista, editor e tradutor. Trabalha na Companhia das Letras desde 2005, onde é editor de literatura e quadrinhos.

Fabricio Corsaletti

Fabricio Corsaletti nasceu em Santo Anastácio, interior de São Paulo, em 1978, e desde 1997 vive na capital. Graduado em Letras pela USP, publicou, entre outros, King Kong e cervejas (contos, 2008), Estudos para o seu corpo (poemas, 2007) e Esquimó (poemas, 2010), todos pela Companhia das Letras.

Cristiane Costa

Cristiane Costa é jornalista, escritora, doutora em comunicação e cultura e professora da UFRJ. É autora de seis livros, entre eles Sujeito Oculto (Bolsa Petrobrás de Produção Literária), Pena de Aluguel: escritores jornalistas no Brasil (Bolsa Vitae de Literatura) e China made in Brasil.

Manuel da Costa Pinto

Manuel da Costa Pinto é jornalista e mestre em teoria literária pela USP. É colunista da revista “sãopaulo” e editor do “Guia Folha – Livros, Discos, Filmes”, do jornalFolha de S. Paulo. Autor de Paisagens Interiores e Outros Ensaios (B4), Antologia Comentada da Poesia Brasileira do Século 21, Literatura Brasileira Hoje (ambos pela Publifolha) e Albert Camus – Um Elogio do Ensaio (Ateliê), organizou e traduziu A Inteligência e o Cadafalso e outros ensaios, de Albert Camus (Record).

Rafael Coutinho

Rafael Coutinho é designer, animador, artista plástico e quadrinista. Nascido em São Paulo em 1980, se formou em Artes Plásticas pela UNESP em 2004. Em 2010 terminou seu primeiro roteiro de longa-metragem (Spread – em parceria com o roteirista Peppe Siffredi) e sua primeira novela gráfica Cachalote (Ed. Quadrinhos na Cia), em parceria com o escritor Daniel Galera. Atualmente trabalha em sua primeira história solo, intitulada Mensur, além da terceira parte do Beijo Adolescente 3, prevista para o segundo semestre de 2015. Pela Editora Cachalote, se prepara para lançar a antologia O Fabuloso Quadrinho Brasileiro de 2015, coletânea do que de melhor foi publicado na cena.

Arjen Duinker

Arjen Duinker publicou um romance e onze volumes de poesia. Em 2005 foi um dos vinte e um poetas que trabalhou na tradução holandesa de Leaves of Grass de Walt Whitman. Em sua poesia ele tenta se desvencilhar de sua personalidade e de sua bagagem. Deseja fazer parte de uma realidade vivida não somente através da mente, mas também dos sentidos. Com gentileza, determinação e pontaria certeira, seus poemas examinam e balançam o leitor, da cabeça aos pés.
Sua antologia Antologia provisória será publicada no Brasil em agosto deste ano pela Confraria do Vento


Daniel Galera

Daniel Galera vive em Porto Alegre e é escritor e tradutor. Seu mais recente romance, 'Barba ensopada de sangue', foi publicado na Holanda e em outros doze países.

Leonardo Gandolfi

Leonardo Gandolfi nasceu no Rio de Janeiro, em 1981. Professor de literatura portuguesa na Universidade Federal de São Paulo, é autor de No entanto d'água (7Letras, 2006), A morte de Tony Bennett (Lumme editor, 2010) e Kansas (Megamíni, 2015).

Guiomar de Grammont

Guiomar de Grammont é escritora, dramaturga e professora da Universidade Federal de Ouro Preto. Doutora em Literatura Brasileira pela USP, publicou, entre outros, a pesquisa histórica Aleijadinho e o Aeroplano, o romance A casa dos espelhos, e os livros de contos Sudário, Corpo e sangue e O fruto do vosso ventre, pelo qual recebeu em 1993 o Prêmio Casa de Las Américas. Foi editora da Record, curadora de Bienais do Livro e da parte brasileira de eventos literários internacionais, como a Feira de Bogotá e o Salão do Livro de Paris. Criou e dirige desde 2005 o Fórum das Letras de Ouro Preto, em 11ª edição em 2015.

Arnon Grunberg

Arnon Grunberg estreou entre os mais vendidos aos vinte três anos, com Blue Mondays (1994) descrevendo com ironia o mundo da prostituição. Além de romances bastante originais, ele também escreve peças, ensaios e colunas. Grunberg continuamente se reinventa, porém, seus livros se caracterizam pelo olhar implacável para as fraquezas humanas e pelo estilo envolvente. Recebeu duas vezes o AKO Literature Prize, bem como o Libris Literature Prize e o Flemish Golden Owl. Reside e em New York.
Seu romance Tirza foi publicado no Brasil em julho deste ano pela Rádio Londres.

Toine Heijmans

Toine Heijmans é um jornalista e autor de não ficção cujo romance de estreia At Sea (2011) foi publicado em várias línguas. Conta a história de um homem que fracassa como pai e parte para uma aventura solitária na qual, tendo o porto final em vista, um grande desastre se desenrola. Ou será que não? O estilo direto de Heijmans é perfeitamente adequado a esta narrativa em que o leitor se dá conta de que nada é como inicialmente parece.
No Mar foi publicado  no Brasil em julho deste ano pela Cosac Naify.

Marjolijn Hof

Marjolijn Hof é um dos autores mais bem sucedidos em livros infantojuvenis e sua obra tem sido traduzida em várias línguas. Ganhou os maiores prêmios de literatura infantil em holandês. Aborda diversos temas em uma linguagem vigorosa, descrevendo cenas hilárias sem banalizar os personagens ou suas preocupações. O diálogo direto é desconcertante, as observações, sempre certeiras.
Um fio de esperança
 foi publicado no Brasil em 2010 por Martins Fontes.

Noemi Jaffe

Noemi Jaffe é escritora, professora de literatura e crítica literária. Publicou "O que os cegos estão sonhando?" (Ed. 34), "A verdadeira história do alfabeto" (Companhia das Letras) e "Írisz: as orquídeas" (Companhia das Letras), entre outros. Doutorou-se em literatura brasileira pela USP. Crítica do jornal Folha de S. Paulo e professora de Escrita Criativa na Casa do Saber e no Instituto Superior de Educação Vera Cruz.

Michel Laub

Michel Laub nasceu em Porto Alegre, em 1973. Escritor e jornalista, publicou seis romances, todos pela Companhia das Letras. Entre eles, O segundo tempo (2006), Diário da queda (2011, com direitos vendidos para o cinema) e A maçã envenenada (2013). Seus livros saíram em 12 países e 9 idiomas. Recebeu os prêmios JQ – Winagte (Inglaterra, 2015), Transfuge (França, 2014), Jabuti (segundo lugar, 2014), Bravo Prime (2011) e Bienal de Brasília (2012), entre outros. Vive atualmente em Sâo Paulo.

Ana Lima Cecilio

Ana Lima Cecilio é editora de literatura do selo Biblioteca Azul, da Globo Livros.

Ton Meijer

Ton Meijer estudou drama e trabalhou como ator dentro e fora do país. Criou uma fórmula bem sucedida de teatro para crianças em que um livro forma a base de uma peça. Sieb Posthuma começou sua carreira como ilustrador antes de estrear, escrevendo livros sobre seu cãozinho Rijntje que logo passou a ser um personagem familiar para holandeses de todas as idades. O livro ilustrado sobre Alexander Calder é uma homenagem à imaginação.

Janny van der Molen

Janny van der Molen é jornalista e teóloga, seus livros encorajam as crianças a se envolverem na sociedade e tirarem o melhor partido delas mesmos. Sua versão adequada ao público infantojuvenil sobre a história de Anne Frank foi nomeado para o Thea Beckman Prize e foi seguida por uma biografia de Etty Hillesum, outra mulher comum e incomum, que escreveu um diário durante os anos que antecederam à morte ao campo de concentração.
O mundo de Anne Frank será publicado no Brasil este ano pela Rocco

Diogo Poças

Diogo Poças é produtor musical, compositor, arranjador e cantor brasileiro. Tem suingue elegante na bossa, no samba e em suas raízes tradicionais. Com influência na música brasileira e latina, Diogo é multi-instrumentista, estudou regência e canto lírico. Seu segundo disco, Imune, mescla MPB, bossa nova, samba e samba de gafieira 

Paulo Scott

Paulo Scott nasceu em Porto Alegre, em 1966, e mora no Rio de Janeiro desde 2008. É autor de cinco livros de poesia, dentre eles o “Mesmo sem dinheiro comprei um esqueite novo” (Companhia das Letras), livro vencedor do Prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte 2014, e cinco de prosa, dentre eles o livro de contos “Ainda orangotangos” (Bertrand Brasil), adaptado para o cinema pelo diretor Gustavo Spolidoro, longa-metragem de mesmo título, que venceu o 13º Festival de Cinema de Milão, e o romance “Habitante irreal” (Alfaguara), livro vencedor do Prêmio Machado de Assis da Fundação Biblioteca Nacional 2012 e publicado também na Alemanha, Portugal, Inglaterra e Estados Unidos.

Matthew Shirts

Matthew Shirts escreve crônicas para a revista Veja São Paulo, é editor-chefe do site Planeta Sustentável e redator no estúdio ABC.  Dirigiu a revista National Geographic Brasil entre 2000 a 2013. Foi cronista do Estado de São Paulo de 1994 a 2011. É autor da coletânea de crônicas, O jeitinho americano (Realejo, 2010), e editor de Herança Compartilhada  (Sensac, 2013).  Norte-americano de origem, mudou para São Paulo na década de 1980. É formado em estudos latino-americanos pela Universidade da Califórnia em Berkeley. Estudou também na USP e em Stanford.

Barbara Stok

Escritora de história em quadrinhos e ilustradora, Barbara Stok trabalhou em um programa de televisão para crianças e também em jornais. Vincent, lançado em muitos países do mundo, descreve o período turbulento que Vincent van Gogh passou no sul da França. Suas ideias sobre o sucesso e de como criar uma vida significativa são um contraponto fascinante para a nossa era de individualismo e preocupações financeiras. Stok sabe exatamente, de uma maneira lúdica, adaptar a arte séria aos romances gráficos.
Vincent foi publicado no Brasil em 2014 por L&PM Editores.

Samuel Titan Jr.

Samuel Titan Jr. (Belém, Pará, 21 de novembro de 1970) é um tradutor e professor brasileiro. Leciona pelo Departamento de Teoria Literária e Literatura Comparada da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Coordenador da coleção Prosa do Mundo, para a qual traduziu Três contos, de Gustave Flaubert. Destaca-se por importantes traduções no Brasil que vão dos Irmãos Grimm até Bertolt Brecht.

Paulo Werneck

Paulo Werneck é curador da Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), jornalista e editor. Foi editor da ‘Ilustríssima’, caderno da Folha de S.Paulo, de maio de 2010 a junho de 2013. Antes, atuou por 11 anos como editor nas editoras Cosac Naify e Companhia das Letras.

Tommy Wieringa

Em 2005 Tommy Wieringa penetrou no grande público com Joe Speedboat, sobre o cadeirante Fransje Hermans e sua amizade transformadora com o extraordinário Joe Speedboat. A história cômica, brilhante, plena de detalhes magníficos, descreve a perda da inocência de um grupo de jovens amigos em uma pequena comunidade. Os romances subsequentes deram a Wieringa o IMPACT Dublin Award e o Libris Literature Prize. O autor tem um grande sentido de ritmo e a intensidade da sua escrita nunca esmorece.
Joe Speedboat  será publicado no Brasil este ano pela Rádio Londres. off

Exposição

Isso aqui ôô, é um pouquinho da Holanda

Isso aqui ôô, é um pouquinho da Holanda

Bicicletas, campos de flores e canais - os livros de ilustração holandeses refletem sua própria herança cultural e, ao mesmo tempo, oferecem mais do que isso. O que faz uma ilustração ser tipicamente holandesa? Pergunta difícil. Isso aqui ôô, é um pouquinho da Holanda... mostra o trabalho de vinte ilustradores holandeses. O que chama a atenção é a diversidade. Ilustrações clássicas como as de Dick Bruna, Fiep Westendorp, Max Velthuijs e Thé Tjong- Khing fazem parte do que a Holanda tem de melhor, mas o trabalho de jovens ilustradores como Martijn van der Linden e Floor Rieder também são de igual qualidade. Há também os desenhistas gráficos como Sieb Posthuma, Jan Jutte e Fleur van der Weel, os "experimentais" Sylvia Weve e Martijn van der Linden que mudam de estilo e técnica a cada livro, e também os "desenhistas- desenhistas " Philip Hopman, Yvonne Jagtenberg e Ingrid e Dieter Schubert, que com o pincel sabem dominar a realidade. Coloristas como Annemarie van Haeringen, Marije Tolman, Noëlle Smit e Mies van Hout captam emoções e ambiente em cores vivas. Charlotte Dematons e Marit Törnqvist se expressam justamente em ilustrações pitorescas e Wouter van Reek tira a arte da ilustração de livros do seu computador. Isso aqui ôô, é um pouquinho da Holanda... mostra a riqueza da arte ilustrativa holandesa. Não é possível explicá-la em poucas palavras, só com centenas de ilustrações singulares.

Exposição na Biblioteca Parque, Rio de Janeiro, 1-30 de setembro de 2015.

Cinema holandês

EYE International, a organização dedicada à promoção internacional de filmes holandeses, oferece ao Festival Café Amsterdam, um programa variado. O programa consiste principalmente em adaptações e mostra a diversidade do atual cinema holandês. Todos os filmes serão exibidos com legendas em português.

  • Irmãs gêmeas (Twin Sisters), dir: Ben Sombogaart (2002 / drama / 137’)
  • O choque (Stricken), dir: Reinout Oerlemans (2009 / drama / 105’)
  • A feliz dona-de-casa (Happy Housewife), dir: Antoinette Beumer (2010 / comédia / 100’)
  • A ressurreição de um bastardo (The Resurrection of a Bastard), dir: Guido van Driel (2013 / tragicomédia /90’)
  • Tirza (Tirza), dir: Rudolf van den Berg (2010 / drama / 100’)
  • A casa escura (The Dark House), dir: Will Koopman (2010 / suspense / 110’)
  • Canções do bardo (Bardsongs), dir: Sander Francken (2010 / musical / 94’)

Filmes para crianças

  • Alfie, o pequeno lobisomen (Alfie the Little Werewolf), dir: Joram Lürsen (2011 / para família, 6+ / 89’)
  • Arriscando... (Taking Chances), dir: Nicole van Kilsdonk (2011 / família, 6+ / 86’)
  • Rãs e sapos (Frogs and Toads), dir: Simone van Dusseldorp (2009 / família, p. todos / 75’), dublado em português

Programa de filmes curtos (família, 7+ /85’)

Blik
  • Munya em mim (Munya in Me), Mascha Halberstad
  • Diorama (Diorama), Elly Bouwman.
  • O filme de Jacco (Jacco´s Film), Daan Bakker
  • Blik, Bastiaan Schravendeel
  • Fata Morgana (Fata Morgana) Frodo Kuijpers
  • Jack, o lavrador (Farmer Jack), Arjan Wilschut
  • Adeus, senhor de Vries (Goodbye Mister de Vries), Mascha Halberstad
  • Instantâneo (Snapshot), Arthur van Merwijk

Cinema programa

Terça-feira, 1 de setembro

  • Biblioteca Parque, 15:00 - 17:00
    Opening Expo (15h - 16h)
    Cocktail (16h-17h)

Quarta-feira, 2 de setembro

  • Biblioteca Parque, 13:00 - 14:50
    THE DARK HOUSE (110')

  • Biblioteca Parque, 15:30 - 18:00
    TIRZA (100') + Q&A/presentation
    present: director Rudolf van den Berg, author Arnon Grunberg

Quinta-feira, 3 de setembro

  • Biblioteca Parque,11:30 - 13:10
    THE HAPPY HOUSEWIFE (100')

  • Biblioteca Parque, 14:30 - 16:30
    TAKING CHANCES (85') + Q&A
    present: screenwriter Lotte Tabbers and author Marjolijn Hof

  • Escola Darcy Ribeiro, 17:00 – 21:00
    Film screening for film students TAKING CHANCES (85’) followed by Q&A with screenwriter Lotte Tabbers and book author Marjolijn Hof

Sexta-feira, 4 de setembro

  • Biblioteca Parque, 13:30 - 15:30
    STRICKEN (105') + Q&A
    present: director Reinout Oerlemans and screenwriter Gert Embrechts

Sábado 5 de setembro

  • Biblioteca Parque, 11:30 - 12:55
    COMPILATION SHORTS - kids (85')

  • Biblioteca Parque, 14:00 - 15:35
    ALFIE THE LITTLE WEREWOLF (95')

  • Biblioteca Parque, 17:00 - 18:30
    THE RESURRECTION OF A BASTARD (90')

Sexta-feira 11 de setembro

  • Biblioteca Parque, TIME TBC
    BARDSONGS (94')

Sexta-feira 18 de setembro

  • Biblioteca Parque, TIME TBC
    TWIN SISTERS (147')

Parceiros

Café Amsterdã – Literatura, filme e música é um programa organizado pela Fundação Holandesa de Literatura com o apoio do Ministério Holandês de Cultura e do Ministério de Assuntos Exteriores.

Organização: Tiziano Perez, Maarten Valken, Agnes Vogt, Renata Megale, Dick Broer, Maarten Gooskens, EYE International
Tradução: Julia Abreu de Souza, Cristiano Zwiesele do Amaral, Liz Waters
Designer Gráfico: Philip Stroomberg

A Fundação Holandesa de Literatura agradece cordialmente: À Eye International, aos Consulados Gerais dos Países Baixos em São Paulo e no Rio de Janeiro, às Casa das Rosas, Livraria Da Vila, Livraria Martins Fontes, Biblioteca Mário de Andrade São Paulo, Livraria Cultura, Livraria da Travessa, Biblioteca Parque Rio de Janeiro, Alexandra de Vries, Joaci Pereira Furtado, Confraria do Vento, Rádio Londres, Cosac Naifi, Martins Fontes, Rocco, L&PM, e à Editora34.

  • logo OCW
  • logo BZ